No próximo fim-de-semana, o primeiro do mês de Agosto, os ofertórios das Missas destinam-se a amortizar a dívida contraída com a construção da Nova Igreja.

Recordamos que, devido à situação de pandemia, os ofertórios realizam-se à saída das missas.

Sede generosos, como sempre.