Ministros Extraordinários da Comunhão

Os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (MEC) são uma das formas de apostolado dos leigos na vida da Igreja, instituída a partir do Concilio Vaticano II. A instrução “Immensae caritatis” veio instituir, definir e estabelecer algumas instruções relativas à admissão dos candidatos a ministério.

Apesar de só ter sido instituído na Igreja recentemente, a distribuição da Sagrada Comunhão aos doentes (e prisioneiros) a partir da celebração eucarística existe desde os primeiros séculos.

Trata-se de um serviço litúrgico desempenhado por um leigo, em caso de impedimento, ausência ou insuficiência dos ministros ordinários, a quem é dada a permissão de forma temporária ou eventual de distribuir a comunhão. Destina-se sobretudo aos doentes, impossibilitados de participar na celebração eucarística comunitária, e às celebrações eucarísticas em que seja elevado o numero de fiéis que desejam receber a Sagrada Comunhão.

Na nossa paróquia existem actualmente 18 MEC, que frequentaram previamente uma formação litúrgica e que foram nomeados pelo Bispo Diocesano, por indicação do Pároco.

Todos aqueles que estejam impossibilitados de comparecer nas Celebrações Eucarísticas, por doença ou incapacidade, e desejem receber a Sagrada Comunhão, deverão entrar em contacto com o secretariado da nossa paroquia a fim de poderem receber a visita de um dos Ministros Extraordinários da Comunhão.

Responsável: Margarida Correia de Matos (916 305 140)