Formação na Fé

Ao Encontro da Palavra

A leitura orante da Sagrada Escritura, conhecida pela expressão Lectio Divina, é uma forma muito antiga de abordar os textos bíblicos, praticada desde os primeiros tempos do Cristianismo pelos monges.

A fórmula mais comum da Lectio Divina, que pode ser feita individualmente ou em grupo, é constituída por quatro passos: leitura dos textos, meditação, oração e contemplação.

Na nossa Paróquia, a Lectio Divina, ou Ao Encontro da Palavra, iniciada no final de Novembro de 2018, realiza-se às quarta-feiras, pelas 21h00 na Igreja Paroquial, sob a orientação do Pe. Marcos Martins e de Carlos Pereira.

Actualmente, a meditação é feita sobre as leituras da Missa do Domingo subsequente.

As sessões destinam-se a todos os paroquianos interessados, em especial os que prestam serviço como leitores, ministros extraordinários da comunhão e catequistas.

Diálogo para o Aprofundamento da Fé

O DIAF (Diálogos para o Aprofundamento da Fé) teve a sua origem num grupo de adultos e jovens que se prepararam para receber o Sacramento do Crisma.

A convite do nosso Prior de então, Pe. António Colimão, o final da preparação foi assegurado por Francisco Monteiro.
Depois do Crisma em 3 de Dezembro de 2012, algumas pessoas do grupo resolveram continuar a reunir-se uma vez por semana,
às 2ªs fªs das 21h30 às 22h30, para terem a oportunidade de dialogar e de aprofundar a sua fé.

A este grupo, outras pessoas se foram juntando e assim começou DIAF em 7 de Janeiro de 2013.

A missão é responder ao Espírito Santo que muitos de nós recebemos no penúltimo Crisma: se fomos evangelizados, também
nós temos a missão de evangelizar e isso requer preparação.

Os objectivos são aprofundar a nossa fé, desenvolver os nossos conhecimentos teológicos, fomentar a nossa acção pastoral,
‘‘sentir com a Igreja’’ (Stº Inácio de Loyola).

Já passaram pelo DIAF 26 pessoas; actualmente somos 15.
O grupo é inteiramente aberto a quem queira juntar-se a nós – assim tem acontecido desde o início.

Existe um programa que foi acordado pelo grupo. Esse programa vai sendo adaptado em conformidade com as grandes iniciativas da Igreja universal ou da Igreja em Lisboa.
Para cada sessão são previamente distribuídas pistas de reflexão documentadas.

As sessões começam e terminam com uma breve oração. O grupo reflecte sobre o/s tema/s programado/s; quando isso nos é pedido seja pela Santa Sé (Sínodo sobre a Família) ou pelo Patriarcado (Sínodo de Lisboa) são elaboradas sínteses das nossas reflexões, habitualmente com duas vertentes: temática e pastoral que são depois enviadas às competentes estruturas eclesiásticas.

Como pode a Paróquia beneficiar com os trabalhos do DIAF?
Em diversas vertentes: como um testemunho de vivência da vida cristã; como um contributo para o enriquecimento teológico e
a acção pastoral dos seus paroquianos; como um aumento da consciencialização dos paroquianos para as suas responsabilidades na vida da Paróquia nas suas várias dimensões.

A Paróquia passou a ter um grupo de pessoas que se dispõem a investir o seu tempo na aquisição de um maior conhecimento
experienciado da Palavra de Deus e do Magistério da Igreja e na reflexão sobre a história da Igreja, tanto antiga como recente.

Alguma mensagem para os paroquianos?
Desejamos que todos, pela forma mais adequada que encontrarem dentro das suas disponibilidades, incluindo juntar-se a nós
no DIAF, se deixem “tocar” “pelo Espírito” (Alegria do Evangelho, 264, 280) e se disponham a cultivar a sua vida de fé,
como todos cuidamos de desenvolver as outras dimensões das nossas vidas.

Responsáveis: Francisco Monteiro – fsm67@netcabo.pt 933 446 855;
Responsável pela comunicação do DIAF: Margarida Oliveira – marg.oliveira@sapo.pt 917 247 967.