Catequese para Adultos

As Paróquias de São Francisco Xavier e de Santa Maria de Belém vão organizar a partir de Outubro um grupo de Catequese para Adultos. [ler +]

Novo apelo à generosidade dos Paroquianos

A Paróquia de São Francisco Xavier acaba de receber a boa notícia de que o Santander aprovou o pedido de moratória no pagamento do empréstimo para a construção da Igreja, o que significa que até Setembro não haverá lugar ao pagamento mensal da amortização de capital e juros, que totalizavam cerca de 7.500 euros. [ler +]

Folha Informativa 20-09-2020

Domingo XXV do Tempo Comum (PDF)  TEXTO

Salomon Koninck, Parábola dos trabalhadores na vinha

Para Deus, não é decisiva a hora a que se respondeu ao seu apelo; o que é decisivo é que se tenha respondido ao seu convite para trabalhar na vinha
do Reino.

Para Deus, não há tratamento “especial” por antiguidade; para Deus, todos os seus filhos são iguais e merecem o seu amor.

Para Jesus, Deus não é um contabilista, sempre de lápis na mão a fazer as contas dos homens para lhes pagar conforme os seus merecimentos; mas é um pai, cheio de bondade, que ama todos os seus filhos por igual e que derrama sobre todos, sem excepção, o seu amor.

DEHONIANOS

A Caminho: Catequese 2020-2021

Pe. António Borges

Giorgio Bondone, a fuga para o Egipto

Como foi divulgado, a Paróquia de São Francisco Xavier abriu as inscrições para a Catequese 2020-2021 no passado dia 08 de Setembro, dia da Natividade de Nossa Senhora.

No dia 13 de Outubro, dia da última aparição de Nossa Senhora, em Fátima, aos três pastorinhos, iniciaremos as sessões de Catequese.

Quer isto dizer que Maria será nossa Guia e Mestra ao encontro de Jesus:
• Ela inspira os trabalhos de preparação dos novos espaços de catequese;
• Como Mãe atenta, ela está na equipa de acolhimento, que vai recomendar todas as regras de saúde, para que as sessões de Catequese tenham toda a segurança de saúde;
• Como pedagoga, Ela faz parte da formação dos Catequistas;
• Como Sede de Sabedoria, Ela sugere o planeamento e acompanha as diligências organizativas;
• Como Causa da nossa Alegria, Ela, connosco, irá prepara todas as Celebrações da nossa Fé.

Somos todos convidados a ser bons filhos, pondo cada um a render os dons que recebeu.
A Coordenação da Catequese 2020-2021 será feita pela Elsa França, pela Leonor Ferreira e pelo Pe. António Borges.

«Se és indiferente [a Deus], aceita arriscar: não ficarás desiludido»

Papa Francisco, Março de 2013

Ascensão, Giotto di Bondone

O Papa Francisco dirigiu um apelo aos não crentes e às pessoas que se afastaram de Cristo por pensarem que não conseguem ser fiéis, para que se voltem a aproximar de Deus, na confiança de que Ele as espera com um abraço.

«Aceita (…) que Jesus Ressuscitado entre na tua vida, acolhe-O como amigo, com confiança: Ele é a vida! Se até agora estiveste longe d’Ele, basta que faças um pequeno passo e Ele te acolherá de braços abertos. Se és indiferente, aceita arriscar: não ficarás desiludido», afirmou Francisco na homilia da sua primeira Vigília Pascal como papa, no Vaticano. «Se te parece difícil segui-l’O, não tenhas medo, entrega-te a Ele, podes estar seguro de que Ele está perto de ti, está contigo e dar-te-á a paz que procuras e a força para viver como Ele quer», declarou na celebração que assinala a ressurreição de Jesus e que é considerada o centro do ano litúrgico da Igreja Católica.

Deus é sempre o novo que muda a vida e as convicções de que dele se aproxima, mas a perspectiva de mudança não deve constituir um obstáculo, apontou: «Frequentemente mete-nos medo a novidade, incluindo a novidade que Deus nos traz, a novidade que Deus nos pede. (…) Tememos as surpresas de Deus; temos medo das surpresas de Deus! Ele não cessa de nos surpreender!».

A importância de recordar os gestos de Cristo foi também sublinhada pelo papa: «Fazer memória daquilo que Deus fez e continua a fazer por mim, por nós, fazer memória do caminho percorrido; e isto abre de par em par o coração à esperança para o futuro. Aprendamos a fazer memória daquilo que Deus fez na nossa vida».

A evocação de Cristo não tem como finalidade a mera lembrança de acontecimentos históricos porque Ele, vincou o papa, continua vivo e actuante: «Quantas vezes precisamos que o amor nos diga: Porque buscais o Vivente entre os mortos? Os problemas, as preocupações de todos os dias tendem a fechar-nos em nós mesmos, na tristeza, na amargura… e aí está a morte. Não procuremos aí o Vivente».
«Jesus já não está no passado, mas vive no presente e lança-Se para o futuro: é o “hoje” eterno de Deus. Assim se apresenta a novidade de Deus diante dos olhos das mulheres, dos discípulos, de todos nós: a vitória sobre o pecado, sobre o mal, sobre a morte, sobre tudo o que oprime a vida e lhe dá um rosto menos humano. E isto é uma mensagem dirigida a mim, a ti, amada irmã e amado irmão», acrescentou.

 

Arquivo de Folhas Informativas anteriores a 25.11.2018

 

Bênção dos Estudantes

Tal como foi anunciado, no passado Domingo, 13 de Setembro, efectuou-se pela primeira vez na nossa Paróquia a Bênção dos Estudantes e suas famílias. [ler +]