Tempo do Advento

No próximo Domingo, dia 29 de Novembro, entramos no Advento, que vamos acompanhar durante quatro semanas, até 24 de Dezembro, dia em que começa o Tempo de Natal. [ler +]

Bazar de Natal

Mesmo em tempo de pandemia, vai poder fazer compras no Bazar de Natal da Paróquia de São Francisco Xavier, a decorrer de 21 de Novembro até 20 de Dezembro. [ler +]

Novo documento da CEP sobre a pandemia

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) publicou hoje (13 de Novembro) uma nota sobre o agravamento da pandemia de Covid-19 e o novo estado de emergência no país, apelando a “comportamentos responsáveis” da sociedade e das comunidades católicas e esclarecendo, no ponto 2, as possibilidades de “cumprir o mandamento divino de santificar o dia do Senhor”. [ler +]

Folha Informativa 29-11-2020

Domingo I do Advento (PDF)  TEXTO

ADVENTO

Ralph Nulett, Reis Magos

 

A oportunidade de um novo começo…
Devido às nossas numerosas actividades, a nossa vigilância está muitas vezes ameaçada: falta-nos o tempo para parar, discernir, fazer novas escolhas em ordem a despertar a nossa adesão a Cristo.

E se o tempo do Advento nos oferecesse esta oportunidade de um novo começo?

DEHONIANOS

 

Peregrinação de Advento. Peregrinação

P. Paul Nicholson, In An Advent pilgrimage

Giotto di Bondone, Visitação

Um presente para pedir a Deus
No dia em que começo este caminho do Advento, peço a Deus o dom de ser capaz de reconhecer as múltiplas formas pelas quais Ele estará comigo nas próximas semanas.

Uma reflexão para o caminho
«Uma viagem de mil km começa com um simples passo». Esta frase, atribuída ao filósofo chinês Lao-tzu, nascido 600 anos antes de Cristo, pode servir de encorajamento para começar este caminho do Advento.
As viagens começam muitas vezes com incertezas. Tenho a certeza de que conheço o mapa para o meu destino? Esqueci-me de trazer alguma coisa de que vou precisar? Estou a sair demasiado cedo ou demasiado tarde?
Há alguma coisa em sair de casa, fechar a porta e dar esses primeiros passos que tem o poder de dominar muitos dos medos. Agora estou pronto para enfrentar quem e o que me acontecer, dia a dia, sem gastar muito tempo a olhar para trás ou para a frente.
Consegue lembrar-se de alguma circunstância em que começou um viagem de futuro incerto? Por exemplo, mudar de casa, começar um novo trabalho, iniciar uma nova relação ou uma nova fase da vida. Como se sentiu? Quais foram as suas esperanças e os seus medos? Vislumbra actualmente a possibilidade de novas viagens?

Uma passagem bíblica para o caminho
Maria foi visitada pelo anjo Gabriel, que lhe diz que vai dar à luz o Filho de Deus. O mensageiro comunica-lhe também que a prima, Isabel, apesar de muito velha para ter filhos, está no sexto mês da gravidez. Então Maria decide empreender uma viagem longa e potencialmente perigosa para ver Isabel e oferecer-lhe apoio.
«Por aqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se à pressa para a montanha, a uma cidade da Judeia. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel.» (Lucas 1, 39-40)
No momento em que começa a sua própria viagem através das semanas do Advento, medite em Maria. O que a terá motivado a sair? O que é que poderia ter passado pela sua cabeça e pelo seu coração ao longo do caminho? Reserve algum tempo para dizer a Deus tudo o que vê e experimenta.

Palavras para a viagem
Senhor, sair pode ser difícil.
Por muitos motivos preferia ficar onde estou,
num lugar e com pessoas que conheço,
confortavelmente instalado nos meus hábitos familiares.
Ajuda-me a dar estes primeiros passos na estrada,
na esperança de Te reconhecer ao longo do caminho.

Caminhar ao encontrar de Jesus

Papa Francisco, 2013

A nossa vida é um caminho: devemos caminhar por esta senda, para chegar ao monte do Senhor, ao encontro com Jesus.
Podemos formular esta pergunta: mas quando encontro Jesus? Somente no fim? Não, não!
Encontramo-l’O todos os dias. Mas como?

A vida inteira é um encontro com Jesus: na oração, quando vamos à Missa, e quando realizamos obras de bem, quando visitamos os doentes, quando ajudamos um pobre, quando pensamos no próximo, quando não somos egoístas, quando somos amáveis… em tudo isto encontramos sempre Jesus.
E a vereda da vida é precisamente esta: caminhar ao encontro de Jesus.

É próprio do cristão encontrar Jesus, contemplá-l’O, deixar-se fitar por Jesus, porque Ele olha para nós com amor, ama-nos deveras, gosta muito de nós e olha sempre para nós. Encontrar Jesus é também deixar-se olhar por Ele. «Mas Padre, esta senda para mim é um caminho torpe, porque eu sou um grande pecador, cometi muitos pecados… como posso encontrar Jesus?».

Mas tu sabes que as pessoas que Jesus mais procurava eram os maiores pecadores, e por este motivo repreendiam-n’O; e o povo, as pessoas que se julgavam justas, diziam: mas este não é um profeta verdadeiro, olha como está bem acompanhado! Andava com os pecadores… E Ele dizia: vim para aqueles que têm necessidade de saúde, que precisam de cura, e Jesus purifica-nos dos pecados. E no caminho, até quando erramos, quando cometemos um pecado, Jesus vem e perdoa-nos. E este perdão, que recebemos na Confissão, é um encontro com Jesus.

Procedamos na vida assim, rumo ao monte, até ao dia em que se realizar o encontro definitivo, quando pudermos fitar aquele olhar tão bonito de Jesus!
Nisto consiste a vida cristã: caminhar, ir em frente unidos, como irmãos, amando-nos uns aos outros.

 

 

Arquivo de Folhas Informativas anteriores a 25.11.2018